Título do curso: Profissionais e-competentes. Chaves, estratégias e ferramentas para inovar em rede.

Universidades Participantes: Universidade de Málaga (representante pela organização e comunicação com o Grupo Tordesillas) e Universidade Nova de Lisboa.

Idiomas: castellano e português

Coordenadores do curso e responsáveis académicos: María Sánchez (UMA) e João Correia de Freitas (UNL).

Docentes: em cada universidade, participam várias pessoas. Eles encarregam-se do desenho e/ou elaboração de materiais áudio-visuais e outros recursos, da tutoria e dinamização da atividade dos estudantes durante a disponibilização do curso, incluindo os espaços nas redes sociais. Serão nomeados coordenadores de módulos para efeitos de recepção e revisão dos materiais; acompanhamento da dinamização e atenção a dúvidas dos estudantes.

Suporte técnico. A partir dos laboratórios de e-learning das universidades participantes, será dado o apoio à produção de conteúdos antes do curso e, durante este, será dado suporte técnico aos estudantes, entre outras funções, na plataforma virtual.

Colaboradores(as) externos: conta-se também com outras pessoas para o desenho da identidade visual do curso, difusão do mesmo…

Fundamentos do curso. Os “social media” já são parte integrante de vários utilizadores, especialmente jovens, nativos digitais, e muitos deles ativos nas redes sociais, se bem que muitos se limitam a esta utilização – com frequência, apenas as mais populares, como o Facebook ou o Twitter – ao pessoal, nem sempre de forma coerente, e omitindo aspetos essenciais relativos à privacidade, propriedade intelectual ou a sua própria reputação digital, entre outros (Palomo e Sánchez, 2014). É então, necessário, formação que melhores a sua capacidade no que diz respeito às competências digitais, entendendo tais competências em sentido amplo, mais do que meramente instrumental. Mas esta formação, também pode ser útil para utilizadores que, pela idade ou pelas razões culturais, têm menos experiência mas para quem estar online, quando é feito de forma coerente e planificada, também é uma oportunidade para inovar e se estabelecer como profissionais e-competentes. É uma proposta formativa complementar, na linha do denominado long-life learning, e de divulgação, desenhada com um foco alargado, transversal e prático, e que inclui questões da atualidade.

A quem se dirige. Trata-se de um curso massivo online aberto. Qualquer pessoa interessada pode inscrever-se. Está desenhado, aliás, com um foco alargado que acomoda vários perfis:

  • Estudantes de qualquer grau universitário (complemento curricular). Diversos estudos demonstram que pertencer a uma determinada geração (isto é, que muitos sejam nativos digitais) não implica que sejam competentes digitalmente, entendendo por competências digitais não só a utilização de ferramentas em rede, mas também o bom uso das mesmas. O curso dá-lhes a possibilidade de construir/melhorar a sua identidade digital, de colaborar e de trabalhar em rede, entre outras questões.
  • Empregados/desempregados. Pode ser especialmente interessante, pelo que foi referido anteriormente, para estudantes de últimos anos, assim como para os recém graduados, em busca ativa de emprego, para quem ser e estar na rede, pode torna-los mais visíveis perante possíveis empregadores, valorizar a sua trajetória e experiência profissional…
  • Profissionais no ativo, com necessidade de atualizar/melhorar as suas competências digitais para o desempenho profissional, sendo de especial interesse os perfis vinculados à cultura e economia digital; a I+D+i; a educação (não só no âmbito universitário) ou a comunicação.

O foco prático e colaborativo, a sua duração breve e a inclusão de recursos complementares de diversos níveis, fazem deste curso acessível para estes grupos, ainda que tenham pouca experiência anterior no uso de ferramentas digitais. Dirige-se pois, tanto a iniciantes no uso de ferramentas digitais como não iniciantes. Nativos e imigrantes digitais, visitantes e residentes…pode interessar a todos a participação neste curso, cujo objetivo é incentivar o desenvolvimento de competências digitais, de forma mais ampla que a utilização básica. E dada a temática universal do curso e os materiais em ambos os idiomas, podem realiza-los qualquer dos anteriores perfis falantes de português/espanhol, independentemente da sua localização geográfica.

Metodologia: O curso será disponibilizado através da plataforma MiriadaX, tendo como complemento os diversos espaços nas redes sociais para a interação entre os participantes e/ou a realização de atividades colaborativas.

Duração: 8 semanas.

Conhecimentos prévios recomendados: Conhecimentos de informática ao nível do utilizador. Desejavelmente, experiência prévia em gestão de perfis nas redes sociais generalistas e conhecimento da sua filosofia.

Estrutura e conteúdos

O MOOC irá começar com o elevar de conceitos, chaves e estratégias gerais para o curso profissional de rede social e outras ferramentas da rede, entendendo que a utilização deve responder a objetivos concretos e realizar-se conforme uma planificação prévia. Mais a frente serão trabalhadas competências digitais relativas à gestão de informação e de conhecimento online; a criação e publicação de conteúdos digitais ou de networking; além de uma passagem sobre várias ferramentas – que incluirá demonstrações e tutoriais de utilização, serão analisados casos de sucesso e serão dadas ideias úteis para se pôr em prática as sugestões dadas e inovar de acordo com determinados objetivos.

Conforme o referido anteriormente, o MOOC divide-se em dois grandes núcleos que contêm, por um lado vários módulos formativos (6 no total) associados a estes, como se descreve em baixo, complementados por um módulo 0 (boas-vindas e avaliação inicial) e um final (resumo e avaliação). Cada universidade é responsável por um, como indicado em baixo:

  • Módulo 0. Boas-vindas por parte dos coordenadores, guia docente com informação sobre o planeamento metodológico, apresentação dos participantes e avaliação diagnóstico inicial. Responsáveis: UMA/UNL

Bloco I. Chaves, estratégias para a construção e gestão de identidades, conteúdos e práticas digiais

  • Módulo 1. Conceitos chave: competências digitais, cultura digital e profissionais e-competentes. Razões para ser e estar online: potencial da web social com fins profissionais. Funcionamento a partir de uma visão multidisciplinar (sociológica, interação, aprendizagem…). Taxinomia de ferramentas. Responsável: UMA
  • Módulo 2. Questões éticas e jurídicas para estar online. Entendendo e aplicando conceitos (protecção da privacidade, aceso aberto e licenças GNU, ferramentas anti-plágio…). Exemplos/casos de más práticas. Responsável: UNL
  • Módulo 3. planificação e estratégias globais para o desenvolvimento de marcas digits. Casos de sucesso, entrevistas a profissionais e experiência dos utilizadores. Responsável: UMA

Bloco II. Ferramentas em rede para a inovação e o impulso de competências digitais

  • Módulo 4. Edição e publicação de conteúdos digitais (II): blogging, microblogging e gestões de sítios web. Responsável: UNL
  • Módulo 5. Edição e publicação de conteúdos digitais (I): ferramentas para produzir conteúdos multimédia atrativos (apresentações, grafismos, infografias…) e publica-los: redes sociais visuais/áudio-visuais… Responsável: UMA
  • Módulo 6: Networking e comunicação em rede (comunidades virtuais e redes sociais profissionais, ferramentas de trabalho colaborativo na nuvem…). Uso passivo das social medias: vigilância do ambiente, gestão de informação e curadoria de conteúdos. Responsável: UNL
  • Módulo final. Resumo, avaliação global e conclusões/reflexão final.

 

Recursos de aprendizagem

Além de recursos variados de apoio, comunicação e guiões, que estão disponíveis no espaço virtual do curso, cada um dos 6 módulos formativos que compõem o MOOC, incluirão uma séerie de recursos para aprendizagem. Concretamente:

  • Materiais áudio-visual de produção própria (apresentações em vídeo, vídeos tutoriais ou outros narrados por docentes ou entrevistas em vídeo, segundo os casos), como base para a aprendizagem da matéria. De curta duração e legendados, tanto em português, como em espanhol.
  • Acesso a recursos complementares online (links externos para websites de ferramentas, artigos relacionados, conteúdos multimédia embebidos…)
  • Proposta de tarefas práticas e de participação em fóruns de discussão e debate, ambas de carácter opcional.
  • Questionário interativos, tipo teste, para avaliar as competências adquiridas em cada bloco. Segundo os módulos, haverá um ou mais questionários e estas serão atividades obrigatórias e de base para a obtenção do certificado.

 

 

Anúncios